28 de janeiro de 2009

Linux no MacBook

Quem acompanha este blog sabe que adoro o meu MacBook com o OS X, mas que não deixo de defender o Linux e a filosofia do software livre. Dessa forma, o que estava faltando era um texto sobre como instalar o Linux no MacBook, já que o processo é ligeiramente diferente da instalação em um PC.

Para começar, cabe dizer as versões em questão. Primeiramente, o OS X é o Leopard 10.5.6 e o Linux, Ubuntu 8.10. A escolha do Ubuntu se deve ao fato de ser um sistema bastante fácil de usar e possuir uma base de usuários e documentação bastante vasta. De fato, a comunidade Ubuntu dedica uma página para usuários de MacBook, o que facilita muito o trabalho. Pelo fato da minha forma de instalação e explicação do processo diferirem um pouco do que se encontra na página da comunidade, resolvi criar este tutorial.

A primeira etapa é saber qual a versão do seu MacBook. Para isso, clique na maçã da barra de menu, à esquerda. Selecione a opção Sobre Este Mac e na janela que se abre, clique em Mais informações. Isto abrirá uma janela com informações de hardware. Nesta janela, verifique o valor do campo Identificador do Modelo. Este identificador indicará qual tutorial deverá ser seguido na página da comunidade Ubuntu. No meu caso, o valor é igual a MacBook 4,1, o que significa que este tutorial é voltado para este modelo específico, não tendo garantias de funcionar em outros modelos.

Agora vamos ao que interessa.

  1. Baixe o Ubuntu 8.10 64 bits e grave-o em um CD, deixando-o no drive.
  2. Baixe e instale o rEFIt no OS X.
  3. Abra o Utilitário de Disco e libere espaço ao final do HD, para o Linux (eu usei 20GB).
  4. Reinicie o computador e pressione a tecla C, liberando-a quando ouvir que o CD começou a ser lido.
  5. Na tela inicial, selecione o idioma e a opção Instalar Ubuntu (2a. opção de cima para baixo).
  6. Tela inicial da instalação. Aguarde o carregamento do sistema e clique em Avançar.
  7. Fuso horário. Selecione o fuso adequado e clique em Avançar.
  8. Layout de teclado. Selecione USA no país e Macintosh no mapa de teclas. Avance.
  9. Particionamento de disco.
    1. Selecione a opção Manual e avance.
    2. Selecione o espaço livre no final da lista e crie uma nova partição EXT3 para o Ubuntu, indicando o ponto de montagem como / e uma partição para a área de troca (swap) do sistema. O tamanho da cada uma das 2 partições dependerá do usuário – eu usei 19,5GB para o Ubuntu e 512MB para swap. Ao terminar, avance.
  10. Dados do usuário. Preencha-os, lembrando que acentos podem ser feitos com option direito + E, N, I ou C. Avance para a Tela final. Verifique se as mudanças que serão feitas estão de acordo com o esperado e clique em Instalar. Ao final da instalação, que levou cerca de 20 minutos, reinicie o computador e retire o CD quando for solicitado.

A tela de boot (rEFIt) exibirá, por padrão, o OS X selecionado e se nenhuma ação for tomada dentro de 20 segundos, o sistema da Apple será iniciado automaticamente. Caso o usuário queira iniciar o Linux, basta selecionar o Tux com as setas de direção e pressionar enter.

Com o Linux instalado, resta configurá-lo. Eu ainda não consegui deixar o meu sistema funcionando de forma semelhante ao OS X, mas a página de instalação da comunidade possui algumas configurações que permitem configurar diversos aspectos do Linux neste sentido, incluindo dispositivos como a AirPort e o TrackPad. Recomendo sua leitura.

O processo de instalação do Ubuntu no MacBook não é muito difícil, principalmente por não ser tão diferente do PC. Porém, como em qualquer procedimento desta espécie, é extremamente recomendado que seja feito backup dos dados, para evitar perda dos mesmos, além de atenção redobrada em cada etapa, principalmente quando se trata de particionamento.




Leitura Recomendada

Leia Também

2 comentários:

  1. Muito legal, valeu, tenho o mesmo mac que você e deu certinho.

    ResponderExcluir
  2. Valeu, bro.
    Bom saber.
    Abraço!

    ResponderExcluir